Nem tudo é como se planeja

março 16, 2020 10:27 am

 

Há três anos e três meses eu escrevo semanalmente essa coluna na qualidade de vereador de Belo Horizonte. Em praticamente todos os meus textos, com alguma rara licença autoconcedida, eu falo de Belo Horizonte, suas virtudes, suas mazelas e seus políticos. Para quem ler o conjunto dessa “obra”, sequencialmente, verá exposto quase um diário de mandato, preenchido de erros e acertos, projetos e frustrações.

Esse tempo está próximo do fim. Ao menos o capítulo se altera.

Na última semana, atendendo à convocação emitida pelo Governador Romeu Zema, eu aceitei o desafio de integrar a equipe de secretários, assumindo a Secretaria-Geral do Governo, com uma atribuição alargada, a de articular as Secretarias e órgãos do Governo, para garantir maior alinhamento e efetividade das políticas públicas do Estado.

Deixo o meu mandato de vereador, deixo minha pré-candidatura a prefeito e os meus planos.

Não é um sacrifício, mas é um desafio.

Desde o anúncio fui perguntado dezenas de vezes a razão, mas a resposta foi sempre a mesma: responsabilidade.

Não há dúvidas de que os problemas enfrentados por Minas são muitos e são graves, mas é gente disposta que resolve problemas, os grandes e os pequenos.

Perguntaram se a relação com os secretários me preocupa e se deputados me assustam, mas a resposta é mais simples do que a pergunta: esses não são os problemas. Ao contrário, eles são a única chance de solução. Eles e cada um de nós que se junta a esse desafio que só não é maior do que a vontade de superá-lo: garantir que as pessoas possam voltar a contar com segurança, saúde, educação e infraestrutura básica.

Os problemas relacionais entre os poderes, as diferenças entre as pessoas, todas elas serão apagadas pelo esforço (e eu farei todo o esforço que me for possível) para que os mineiros possam se concentrar apenas nos problemas de verdade, pois eles importam, são muitos e dependem, para sua superação, de todos nós.

Não vou deixar de trabalhar por Belo Horizonte, mas a partir de abril devo me preocupar também com as outras 852 cidades de Minas.

 

Texto originalmente publicado no jornal Hoje em Dia – 16/03/2020

Comentários