Formação e não doutrinação

julho 21, 2016 10:00 am

Estou na sala de aula há 12 anos e continuo maravilhado com meus alunos e aterrorizado com as escolas que oferecemos a eles.

É incrível como a escola, nas últimas décadas, abdicou completamente do trabalho de formação cívica dos alunos, que também não recebem essa oportunidade de formação em casa.

Com exceção da doutrinação equivocada pela qual muitos alunos passam, não se dá ao estudante a possibilidade de compreender, participar e atuar, efetivamente, no espaço que o cerca, desde as menores coisas, com a desarticulação dos grêmios estudantis e diretórios acadêmicos, que vem se reduzindo a organizadores de festas e eventos, até uma oportunidade de debate aberto das questões da escola, como sua infraestrutura, currículo, quadro de professores e administração.

O estudante é tratado, nesse espaço, como um produto, que precisa ser moldado e devolvido com certos conteúdos carimbados em sua mente, para não falar da pregação ideológica e equivocada que muitos professores se dispõe a fazer em evidente abuso de sua posição de autoridade, para cooptar simpatizantes ao invés de formar cidadãos.

Por toda a sua carga autoritária, disciplinas como OSPB e Moral e Cívica acabaram sendo banidas dos currículos, sob o argumento de que a formação do indivíduo para a cidadania deveria estar contemplada em todas as disciplinas do currículo.

Imperou mais uma vez a máxima: o que é de todo mundo, não é de ninguém…

Resultado, precisamos rever, imediatamente, a decisão de não oferecer aos alunos uma oportunidade de compreensão da realidade política, desde a organização da escola, até a do país, se pretendemos ter mais do que jogadores de Pokemom Go andando por aí. E talvez esse papel não deva mesmo ser exercido pelos professores, ou pelo quadro formal das escolas, já viciados na lógica da doutrinação, abrindo um espaço para diálogo efetivo das escolas com o sem número de organizações civis voltadas para a formação da cidadania, um trabalho de arejamento do ambiente escolar.

Comentários