Conhecer o legislativo para poder cobrar

julho 14, 2016 10:22 am

Gostamos muito de reclamar do nosso legislativo, mas a verdade é que pouca gente se dispõe à participação, a acompanhar o que ele efetivamente faz. Nesse ponto, a culpa é mais nossa do que deles.

No começo, de certo, foi por comodidade, atualmente deve ser por nojo, mas a verdade é que ninguém olha o que vereadores, deputados e senadores estão fazendo e, enquanto isso, eles estão botando para quebrar…

Cada um deveria se dispor a acompanhar, uma vez por semana, o que está acontecendo no legislativo, o que foi votado e discutido. Deveria mandar um email por mês a seus representantes, pedindo providências ou sugerindo pautas e deveria ir ao menos uma vez por ano à câmara municipal e à assembleia (não vou nem falar em Brasília, para poupar a discussão da distância), para acompanhar uma sessão relevante de votação.

É mais fácil participar do que compreendemos e não somos capazes de entender perfeitamente um sistema se nunca olhamos para ele, em operação.

Esse distanciamento que foi se abrindo entre o indivíduo e a política só pode ser bom para quem ocupa o poder, mais ninguém. É que a distância acaba por perpetuar os incompetentes e desonestos que vivem na sombra que deixamos crescer entre nós e a vida política em si.

Rodei, algum tempo atrás, mais de 20 instituições de ensino superior discutindo o protagonismo individual e sua importância na democracia contemporânea. Reafirmo aqui o que disse inúmeras vezes nessas apresentações: Enquanto estivermos sentados em casa, reclamando da vida, nada, absolutamente nada, vai ser diferente!

É hora de acreditar no que somos capazes e fazer o que é necessário!

Comentários